A Rússia é afastada do G8 depois da anexação da Crimeia.

g8

França, Alemanha, Reino Unido, Japão, Canadá e Itália apoiam a decisão dos EUA de afastar a Rússia do G8 em represália à anexação da Crimeia. Por enquanto, afirmaram que esta será a maior sanção, já que o G7 só tem poder para impor umas multas, ainda não especificadas, contra as atitudes de seus membros censuradas pelo grupo.

Herman Van Rompuy, presidente do Conselho Europeu, e José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, apoiaram a decisão de afastamento da Rússia.

No entanto, Putin, o presidente russo, demonstra pouca preocupação com a medida, pois, segundo Sergei Lavrov, seu ministro de Relações Exteriores, desdenhou o gesto de seus ainda sócios, qualificando-os de “clube informal sem autênticos membros”. E disse que o mais importante é o G20, na reunião em Haia, sede da Cúpula Nuclear.

Ao saber que o afastamento pode ser definitivo se seu país mantiver sua posição em relação à Crimeia, o ministro russo disse que se os sócios ocidentais concluíram que o modelo do G8 já não mais satisfaz, não é problema que mereça, agora, a atenção da Rússia. E que não é nenhum problema para a Rússia não está entre àqueles que tentam capitalizar uma relação de política doméstica.

Por: Adão Lima de Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *