Assembleia dos servidores da UFPE determina greve a partir de segunda

downloadApós assembleia realizada nesta quarta-feira (19), na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE),  Zona Oeste do Recife, os servidores técnico-administrativos da instituição decidiram aderir ao movimento grevista nacional e vão parar suas atividades a partir da próxima segunda (24). Entre outras demandas, eles pedem por uma revisão no plano de carreira, pois a categoria tem o pior piso dos servidores federais, R$ 1.040.

“Vamos parar a partir de segunda para respeitar a regra que pede 72h de aviso prévio. Como a UFPE está em recesso, ainda não definimos que serviços exatamente vamos atacar, mas iremos abordar isso quando as aulas retornarem na semana seguinte”, afirmou o coordenador jurídico do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais de Pernambuco (Sintufepe), Everaldo Araújo. Com a UFPE, são 39 universidades no Brasil nas quais os servidores entraram em greve.

Como fazem parte de um movimento nacional, o Sintufepe informou que só encerrará a greve quando o Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) entrar em acordo com o governo. “A nossa pauta local é que muitos cargos estão sendo terceirizados. Queremos que todas as vagas para servidores públicos sejam preenchidas por concurso. Vamos mandar um representante para Brasília e ele vai coordenar nossas demandas com as da Fasubra”, disse Araújo.

UFRPE
Os técnico-administrativos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) já aderiram à paralisação nacional desde a última segunda-feira (17). Nesta quarta, fizeram uma assembleia para discutir algumas demandas da categoria. De acordo com a coordenação de comunicação do Sintufupe, estão sendo formadas comissões para decidir quais serviços deverão ser paralisados.

Fonte: G1 PERNAMBUCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *