Juiz autoriza Delúbio Soares a voltar ao trabalho na CUT

images (4)O juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, autorizou nesta quarta-feira (19) que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares retorne ao trabalho na Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O trabalho externo de Delúbio foi suspenso no fim de fevereiro por conta de denúncias de supostas regalias. Ele cumpre pena de 6 anos e 8 meses pelo crime de corrupção ativa no processo do mensalão.

“Defiro o pedido da defesa, restabelecendo os benefícios já concedidos”, afirmou Bruno Ribeiro na decisão, assinada um dia depois de audiência na qual Delúbio negou regalias e concordou em colaborar com a Justiça para evitar “tensão” no presídio.

A decisão de suspender o trabalho foi tomada após pedido feito pelo Ministério Público do Distrito Federal para que fossem adotadas providências em relação a denúncias de supostas “regalias” no Centro de Progressão Penitenciária (CPP), onde Delúbio estava preso por conta da condenação no processo do mensalão do PT.

Ele começou a trabalhar na CUT no fim de janeiro como assessor da direção nacional, com salário de R$ 4,5 mil, para realizar “estudos, diagnósticos e projetos” com relação aos temas “Educação e qualificação profissional”, “Emprego e relações de trabalho” e “Relações sindicais e organização sindical”.

Após a suspensão do benefício de trabalho externo, o ex-tesoureiro foi transferido para o Centro de Internamento e Reeducação (CIR), onde o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu está detido e ficam os presos do semiaberto que não têm direito ao trabalho externo. Agora, Delúbio Soares deve voltar ao CPP.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *