Arquivos da Seção: Espaço do Leitor

Gerson Santana é o novo advogado de Juazeiro-BA e do vale

Gerson SantanaGerson Santana é o novo advogado de Juazeiro e do Vale do São Francisco, aprovado nas duas etapas da OAB seccional da Bahia. Neste final de semana Gerson ficou feliz e dividiu esses momentos com a sua esposa Shirlane e os seus oito filhos e seus amigos, depois de publicado o seu nome como aprovado na segunda etapa do exame da OAB.

Gerson Santana se formou na FACAPE, estudou no período de 2010 a 2015. No último dia 11 de setembro/2015, prestou juramento com os demais colegas em solenidade realizada no auditório da FACAPE quando se habilitou como advogado da instituição, confirmada agora pela sua aprovação na OAB Bahia.

Gerson Santana se especializou em Direito do Trabalho e Direito Penal. Nestes próximos meses se instalará como o novo profissional de direito no vale.

Fonte: Blog do Vinícius de Santana

Os Fantasmas Desprezíveis da Moda.

MODAA Moda é comandada por gays, majoritariamente. Certa época todo o mundo espantou-se com o padrão de beleza exigido, magrelo, doentio – a anorexia ficou até em evidência. A quem interessaria esse padrão?

As mulheres embora competitivas, não ganhariam nada em estabelecer uma meta doentia que além de prejudicar as suas saúdes, prejudicariam suas relações, porque essa magreza extrema não agrada nem aos homens, nem família, mas somente aos “senhores da moda.”

Os homens então, absolvidos de antemão, aliás, se os homens comandassem a moda, esse padrão nunca teria surgido, por questões óbvias. Tanto que já estabeleceram que homem não entende de moda, porque ele prefere a beleza, prefere a “gostosa” e basta.

Então, quem seriam os “senhores da moda” responsáveis por criar essas atrocidades estéticas? Esses padrões mórbidos de beleza? Atrocidade porque é estúpido qualquer beleza sem saúde, sem equilíbrio.

Quem comanda a moda? Homens gays e madames de idade avançada. Julguemos…

Engraçado como os modelos masculinos são como deveriam ser, com saúde, sem exageros para o gordo ou o magro, são atléticos, com vigor físico, são belos com ossos e muita carne. Agradam a todos. Mas as mulheres não, precisam ficar esqueléticas, feito rascunhos de mulheres como são alguns homossexuais da moda esteticamente, como uma tábua rasa feito as madames velhas, que assim desejam para que elas possam se vestir e sentirem-se como as modelos novas. Não agradam aos homens, nem mesmo agrada a muitas mulheres.

Nota-se um pragmatismo selvagem, é que a moda também tem seu lado feio.

Por: Smadson Lima

De quem nos vingamos com justiça?

IndonésiaA Itália pediu, o Brasil negou. O México solicitou, o Brasil não acatou. O Brasil implorou, a Indonésia negou. Isto é tão corriqueiro, chato. A Indonésia não me surpreende, diplomaticamente estamos em águas perdidas, cada país faz as suas merdas (leis) e as seguem cegamente, ficam de quatro para a soberania como prostitutas.

A Indonésia fuzila, os EUA executam, o Iraque enforca, o Paquistão apedreja, a Arábia Saudita decapita, mas é a droga da soberania que importa. Quem é esta estúpida xenofóbica que permite atrocidades universais?

Todo mundo observa e critica a execução inflexível de um estrangeiro, do brasileiro, do modo cruel, da relação diplomática afetada entre os países, da consternação da presidenta, e toda parafernália da exacerbação da imprensa exploradora, mas poucos veem que o absurdo está na ineficiência dos métodos praticados, nos excessos cometidos para nada.

Determinados países condenam e matam homossexuais, adúlteros, ou pombos carregadores (traficantes não violentos), enquanto outros tentam ressocializar assassinos lunáticos. Sim, ele não era um herói, nem um mártir, não merece este epitáfio, foi um irresponsável que errou, criminoso quanto à lei, um mau exemplo que pagou com uma punição que deveria ser de um terrorista como Osama Bin Laden. Mas não para ele. Ele não tinha que ter sequer direito a esta pena. Talvez um trabalho forçado ou voluntário, como ele queria, na área da saúde para combater o uso de drogas por anos a fio, fosse mais útil como pena tanto para ele como para melhorar o mundo, transformar um traficante num palestrante antidrogas seria simbolicamente mais forte do que os fuzis.

O mundo, desproporcional e ilógico, fuzila um transportador de pó num lado, tenta ressocializar um terrorista que matou crianças noutro lado, protege o ânus dos estupradores de inocentes que podem pegar de 6 a 10 anos enquanto condena um funcionário público corrupto a uma pena de 2 a 12 anos, mas que bosta é essa? Um crime hediondo pode ter uma pena menor que um crime contra a administração pública? A vida ou dignidade menos tutelada que o dinheiro?

Não sei, mas não é só na Indonésia que as coisas estão fora de ordem, o mundo não cheira bem há tempos, e faz é tempo que a justiça por ser cega anda atuando com os quilos errados, pagando absurdos.

Smadson Lima

Ex-detenta ganha processo por parto com algemas

DETENTA

“Na reportagem Maternidade Condenada” a Agência de Reportagem e Jornalismo, A Pública, exibe a matéria em que a Justiça condena o Estado de São Paulo a pagar indenização a uma ex-detenta obrigada a dar à luz algemada pelos pés e pelas mãos em setembro de 2011.

Ainda cabe recurso, mas a decisão deve ter desdobramentos já que muitas mulheres sofreram a mesma violação de direitos como destaca o juiz na sentença:

 “(…) apurou-se que até a edição do decreto n. 57.783/2012 era usual o uso de algemas nas custodiadas durante o trabalho de parto” e que são “inegáveis, por outro lado, as sensações negativas de humilhação, aflição e desconforto, entre outras, a que foi submetida a autora diante da cruel, desumana e degradante manutenção de algemas durante seu trabalho de parto. São danos morais indenizáveis e guardam nexo com a ação estatal, de modo que avulta o dever de ressarcimento almejado”

O caso é reflexo do cotidiano desrespeito aos Direitos Fundamentais cometido pelo Estado brasileiro em todos os entes federativos.

Diogo Costa

O “polêmico” caso de Rafael Braga Vieira

RAFAEJRafael Braga Vieira tem 25 anos, é negro, morava na rua e era usuário de crack. Em 20 de Junho de 2013 foi preso, durante os protestos contra o aumento das passagens de ônibus. Foi julgado e condenado por crime relacionado a protestos no Brasil.

Rafael portava duas garrafas de produtos de limpeza (água sanitária e desinfetante), consideradas “artefato explosivo ou incendiário” pela polícia e pelo juiz responsável pelo caso. Rafael foi condenado por roubo duas vezes, penas que já cumpriu. O jovem disse em depoimento que foi preso quando saia da loja abandonada onde morava há um mês e onde pegara os dois frascos de limpeza.

Enquanto isso circula nas redes sociais, inúmeras manifestações que visam divulgar o caso, buscando uma verdadeira justiça, a favor do jovem. Mais de um ano se passou e Rafael cumpre pena na Penitenciária Vicente Piragibe, agora, em regime semi-aberto. O julgamento do recurso será marcado em breve e estão sendo encaminhadas propostas de carta de emprego, para que Rafael tenha direito ao trabalho extramuro.

Indagamos a seguinte questão: A justiça brasileira é muito falha? O país tem o prazer de encarcerar? Atualmente o Brasil possui mais de 500 mil presos, sendo que quase 200 mil ainda não foram condenados. O encarceramento, tão a gosto dos integrantes do sistema penal (juízes, que decretam, promotores que requerem e delegados que representam) é o único clamor que se houve da sociedade, capitaneada pela mídia em face do crime.

 Diogo Costa
Estudante de Direito

A Política dos Partidos pelo Poder: Distraídos venceremos, já dizia o Leminski.

images (1)Não é só o PT que perdeu a nobreza das boas intenções, os partidos no Brasil só se unem para obter poder, lutam pelo poder e usam o poder que têm para adquirir mais poder. E durante esse processo, fazem de tudo para manter esse poder, ressalte-se, fazem de tudo! Inclusive cometer alguns vícios éticos imperdoáveis que muito condenavam antes.

Se o poder é que corrompe o homem e não o inverso como disse Ulysses Guimarães, não sei, mas ele estava certo quando falou que os partidos políticos existem para alcançar o poder, e nada mais. Por isso o Senador Cristóvão Buarque estava coberto de razão quando sugeriu a extinção dos partidos, coberto de razão, se vivêssemos num país onde o interesse fosse realmente o bem-comum, mas vivemos numa supremacia dos interesses privados, aristocráticos, oligárquicos, em que alguns decidem por todos. Diante disso, claro, promoveram um linchamento ideológico contra o Buarque. Mas isso foi só a comprovação das palavras de Aung San Suu Kyi: “Não é o poder que corrompe, mas sim o medo. O medo de perder o poder…”.

Então, o PT tem medo de perder o poder, por isso faz de tudo para mantê-lo, enquanto os outros partidos fazem de tudo para obtê-lo, para alcançar o poder. E esse esquema político pelo poder só me lembra das sábias palavras de H.L. Mencken, que descreve tão bem o empenho e a ineficiência útil dos partidos, disse ele:

“Na democracia, um partido sempre dedica suas principais energias tentando provar que o outro partido não está preparado para governar. Em geral, ambos são bem-sucedidos e têm razão.”

Daí, nós, brasileiros sensatos, indagamos: se o PT não presta e as opções restantes também não, que faremos para exercer a cidadania de maneira responsável?

Se tudo é farinha do mesmo saco, mandiocas das mesmas terras, de que adianta ter uma urna eletrônica brilhante se não temos boas opções?
Melhor seria uma intervenção divina, pois precisamos é de um milagre.

 Por: Smadson Sipeli
‘Deformado’ em Letras.

De um leitor, sobre o trânsito em Petrolina

CarroNão é novidade que a quantidade de veículos automotivos tem crescido muito na cidade de Petrolina, reflexo de um transporte público ineficiente, da falta de espaço adequado para ciclistas e de uma sociedade que tem a posse de um veículo automotivo, especialmente o carro, como manutenção de um status social.

Convivemos com um grande fluxo de veículos nas ruas de Petrolina, especialmente no centro (horário comercial) e na orla (principalmente à noite).

Quero chamar a atenção dos donos de carros para um comportamento que tem causado vários transtornos para o trânsito da nossa cidade, gerando acidentes e desavenças. Trata-se do comportamento de alguns que, sem se preocupar com a segurança dos outros, acabam por estacionar os carros nas esquinas. Que é uma área onde é proibido estacionar, todos sabem, mas quero que tenham a consciência de que não se trata apenas da infração administrativa (multa), deve-se atentar que tal comportamento pode ensejar graves acidentes.

Na orla, ao lado da escola Maria Auxiliadora, na esquina da Padaria Holanda (Bairro José e Maria), entre outros lugares, é frequente ver carros estacionados na beira das esquinas, obstruindo a visão daqueles vão pegar a via.

As fotos foram tiradas no meio da rua, essa é a visão do motorista. Totalmente obstruída a visibilidade devido ao carro branco estacionado perto da esquina, na faixa amarela, o que obriga ao condutor avançar de modo a ficar praticamente no meio da avenida para, somente assim, ver quem vem, aumentando muito a chance de acidentes.

Josemario de S. Nunes
(Um cidadão qualquer)
  

Alunos da Facape protestam contra o aumento de mensalidade sob a vigilância da Guarda Municipal e da Polícia.

Policia e alunos facape

Ontem, quarta-feira, dia 30/04, para recepcionar os alunos que pretendiam protestar contra o novo reajuste abusivo de mensalidade, a direção da Facape convocou a polícia e a guarda municipal como se ali se tratasse de desordeiros, de bandidos de alta periculosidade e não de pacatos e respeitadores estudantes que trabalham duro para pagar os altos salários de até R$ 20 mil nesta faculdade.

Depois dizem é que os alunos são quem desrespeitam a faculdade ao se oporem ao aumento desnecessário, pois a Facape goza, segundo as palavras do presidente da autarquia, de boa saúde financeira devido à competência inigualável desses profissionais zelosos com as contas da instituição.

Quero acreditar, e nisso não estou sozinho, que ao chamar a polícia e a guarda municipal, a intenção da diretoria tenha sido a de garantir a segurança do estudante durante a manifestação, senão por que outra razão a polícia deveria está ali? Essa certeza, para nós estudantes, é uma demonstração digna de respeito, já que, por um instante, sentimo-nos reconfortados com a preocupação paternal daqueles que decidem o destino de nossa faculdade.

Quando em 2013 fechamos a entrada da Facape não ocorreu nem um incidente que ameaçasse a integridade física ou moral de quem quer que fosse, numa demonstração clara de respeito à instituição e as pessoas que dela fazem parte. De tal modo que mereceu do presidente da autarquia o reconhecimento justo de que foi uma mobilização “pacífica e ordeira”, segundo suas palavras.

Então, por que, agora, assim como no outro protesto, sem haver nenhum tipo de sinalização de que o movimento pudesse descambar para o desrespeito ás pessoas ou outro tipo qualquer de agressão contra o patrimônio de nossa faculdade, a direção resolveu convocar a polícia e a guarda municipal? Será que passou pela cabeça desses homens de bom senso que, de uma hora pra outra, jovens estudantes de boa família, pudessem se transformar em marginais perigosíssimos, colocando em risco a vida de pessoas e promovendo bandalheiras?

Como disse, reafirmo aqui a convicção pessoal de que a presença de policiais e guardas se deu pelo imperativo maior que era a garantia de nossa segurança. Caso contrário, ser-me-ia impensável outra razão para que a polícia estivesse na faculdade.

Por: Adão Lima de Souza

Censura não, bolsa-silêncio!

SBT

Mais um jornalista é destituído do direito de usar seu instrumento de trabalho: a liberdade de expressão. Por evidência, outro fim não emergiria das sombras de um governo ungido, cálido e induvidoso como o PT, não é?

Paulo Eduardo Martins, alardeador das verdades petistas, viu-se demitido do Jornal das Massas, da Rede Massa, filiada ao SBT no Paraná, quando – deve ser crime em algum código de proteção e apologia ao cinismo – advertiu o povo das características ditatoriais do governo vermelho instalado aqui no Brasil nesse decênio. Revelou algumas peculiaridades simbólicas do “estado mental petista”.  Alertou para a não utilização de tanques de guerra nas ruas em razão de não haver necessidade, e só!

E o povo, hilário – porque o humor a tudo abraça – morre pela guilhotina a reclamar da inquisição, mas não de uma ditadura implacável contra o direito de constituir-se livre! Afinal, ditadura é coisa que não renasce!

E assim, com a superdosagem da cara de pau do Governo, o dia-dia tem-nos impingido lentidão na irresignação, talvez por desfalecimento da esperança ou coisa afim. Muito embora, as ruas, sob a luz de um Sol inesperado tenham sido sombreadas pelo pedaço de brasileiro nos movimentos de contestação do ano passado!

Não nos surpreenderá apelidarem-no (qualquer Homem livre por nascer) de Sócrates e contratarem Meletos para a condução de um julgamento orquestrado. Pois aqui nesse país, os heróis são fabricados e inofensivos, integrando a paisagem do status quo. Do contrário, ousando surgir um herói pela própria força da vontade de resistência, o Estado ressurge a figura do Carrasco.

Não nos surpreende mesmo o governo não ser surpreendente. Surpreendentes são alguns, erigindo a bandeira da Liberdade, da Democracia, do Estado de Direito, vendendo-a no primeiro momento em que é moeda de troca com o medo ou pior, com o conforto. Estão vendendo a liberdade a preço de pinga!

E a hipocrisia, a maquiagem das lideranças deste país, segue sendo substrato de discurso dos mais velhos homens, porque “os canalhas também envelhecem” e dos mais novos, porque a canalhice virou plano de carreira atrativo.

E tudo segue tão óbvio quanto invisível!

Smailly Silva Pereira Lima

 .

NUTRIÇÃO: Conselho de um Leitor.

imagem_mulher_frutasSe a nossa Sociedade olhasse um pouco mais para as questões ligadas a uma alimentação saudável, com certeza teria muito mais Saúde no sentido amplo da palavra, se ingeríssemos mais alimentos puros, livres de agrotóxicos, ao contrario dos que estão servidos, na maioria dos nossos mercados e na maioria das mesas dos Brasileiros. É importante salientar que os produtos químicos usados aqui no Brasil, são proibidos nas lavouras dos países de onde eles são oriundos, como, Estados Unidos e Alemanha.

Temos que ter mais cuidados com os alimentos industrializados, refinados, desprovidos de suas fibras naturais, que servem como uma vassoura nos intestinos, fazendo assim uma faxina diária no sistema digestivo.

Temos também, consciência que nos dias atuais, devido a falta de trato com o nosso Ambiente, onde tratamos as Águas ( Mares e Rios, etc.…), como esgotos e/ou depósito de lixo e, também os animais, como mero produto comercial, dando-lhes, vacinas , hormônios e outros produtos químicos, muitas vezes sem nenhum acompanhamento sensato.

Portanto, viva os alimentos Naturais e Integrais, isentos de defensivos e adubos químicos. Saúde , Paz e Alegria.

Por: Manoel Ailton