Arquivos da Seção: Local

Ausência de vereadores em audiência pública na Câmara expõe desinteresse e preocupa agricultores familiares de Petrolina

VEREADORES DE PETROLINAPETROLINA –A desatenção aos agricultores familiares foi expressa em números nesta sexta-feira (9), data da audiência pública na Câmara de Vereadores de Petrolina, no interior de Pernambuco, para debater o funcionamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), considerado importante pela categoria. Pelo menos essa é a análise da presidente do Sintraf, Isália Damacena, ao comentar a ausência de parlamenteares e membros do Poder Executivo local durante a sessão.

Segundo expectativa da líder sindical ao solicitar a audiência, eram esperados, além dos 23 vereadores, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH). Desses convidados, apenas seis vereadores efetivaram presença na Casa Plínio Amorim. Embora a metade deles tenha se ausentado até o final da sessão. A prefeitura não mandou representantes.

“[As ausências] nos deixam ainda mais preocupados porque estamos aqui debatendo políticas públicas importantes para a sobrevivência dos homens e mulheres do campo em Petrolina. Fico indignado com uma situação dessa. Não só pela ausência dos vereadores, mas também pela falta do Poder Público, que é o responsável por dar as respostas que nós queremos e de dizer aos agricultores familiares o motivo de essas políticas públicas não estarem funcionado”, criticou Isália.

O número mais expressivo de participantes na Câmara ficou a cargo dos próprios agricultores, que mesmo com o baixo quórum, expuseram suas preocupações. Foi o caso do produtor do Núcleo 6 do Projeto Senador Nilo Coelho, Jadiel Barros. Originário de família agrícola, ele é um dos 35 agricultores do N6 aptos a participar do Programa de Aquisição de Alimentos. Segundo Jadiel, em 2016, o PAA injetou na comunidade R$ 600 mil, mas agora, com a paralização do programa, a situação ficou difícil.

“Nossas crianças nas escolas poderiam ter acesso a uma alimentação melhor, a produtos de qualidade oriundos de nós produtores, mas infelizmente estão consumindo produtos industrializados ou, se não, comendo alimentos do mercado do produtor de outros estados”. O agricultor continua. “Se está chegando melancia, banana e outros produtos a elas, não está vindo de nós produtores”, completou.

O PAA foi relançado em fevereiro deste ano e, de acordo com os agricultores, até o momento não foi executado. “Já entramos no mês de junho, logo começa o segundo semestre e os nossos representados correm o risco de terem prejuízos”, critica a presidente do Sintraf.

 Participantes

Autor do requerimento da audiência pública, o vereador Gilmar Santos foi um dos três parlamentares que ficaram até o final da sessão. Presidindo o evento, Gilmar buscou abordar todos os pontos colocados como importantes pelos agricultores. O parlamentar também criticou o baixo quórum e afirmou que será criado um relatório para a apreciação geral dos vereadores e posterior envio das demandas aos órgãos responsáveis. “Vamos assumir início, meio e fim até que essas questões sejam resolvidas”, disse.

Além de Gilmar Santos, estiveram na Câmara, o deputado estadual Odacy Amorim e os vereadores Gaturiano Cigano, Manoel da Acosap, Domingos de Cristália, Cristina Costa e Ronaldo Silva. Tendo os dois últimos ficado até o final. Também participaram Cleiton Medeiros, representando o Conselho de Desenvolvimento Rural; Ozaneide Gomes, do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea); Carlos Possídeo, do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA); e Cândido Roberto, representando as cooperativas rurais. Estes participaram de toda a discussão.

Ex-prefeito de Mirandiba se envolve em polêmica

MirandibaMIRANDIBA – Após ter suas contas rejeitadas pela Câmara de Vereadores, o ex-prefeito de Mirandiba, Bartolomeu Tiburtino, se envolveu em mais uma polêmica. Desta vez, o ex-gestor está sendo acusado de realizar um pagamento demasiado ao seu irmão, o então ex-secretário de Finanças, Osvaldo Tiburtino.

O ex-secretário recebeu a numerosa quantia de R$ 29.346,37 no dia 03/11/2016, referente ao seu salário. Esse valor se atribui ao salário base, férias indenizadas, férias proporcionais, salário proporcional e licença Premium.  De acordo com a Constituição, esse valor torna-se abusivo diante do atual quadro financeiro da cidade, visto que, o teto máximo no município não pode ultrapassar o salário do prefeito. Tornando desta forma, esses números ainda mais exorbitantes.

A situação torna-se ainda mais reprovável se comparada ao salário que dezenas de servidores do município recebiam, enquanto que, ao mesmo tempo, o ex-secretário parecia não estar preocupado com isso, já que o seu salário era mais do que suficiente, ou melhor dizendo, inconveniente.

Lóssio faz mea-culpa na derrota em Petrolina

julio_lossio_Em entrevista gravada para o Frente a Frente, no programa de hoje, o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), assume que errou na estratégia eleitoral para eleger o seu sucessor e admite que poderia ter apoiado o deputado estadual Lucas Ramos, se este tivesse saído do PSB, que, aquela altura, considerava mais competitivo. “O problema é que Lucas nunca admitiu deixar o PSB”, revela.

Na entrevista, Lóssio desmente que Osvaldo Coelho tenha morrido brigado com ele e diz que se o velho cacique do clã Coelho estivesse vivo, seu filho e herdeiro político, o deputado Guilherme Coelho, não teria apoiado o prefeito eleito Miguel Coelho, filho do senador Fernando Bezerra Coelho. “A reconciliação com Fernando não fazia parte do projeto de vida de doutor Osvaldo”, afirma.

 

Miguel e Lóssio se reúnem para definir transição

Miguel e lossioPETROLINA – Na próxima quinta-feira, o prefeito eleito de Petrolina, Miguel Coelho, tem encontro com o atual gestor, Júlio Lóssio. A reunião tem por objetivo iniciar o processo de transição de governo. O encontro ocorre na sede da Prefeitura de Petrolina a partir das 16h.

Segundo Miguel, a transição é uma etapa importante para o início do mandato de 2017 a fim de manter o funcionamento dos serviços públicos. “A eleição já acabou, os palanques foram desarmados e agora é o momento de pensar na melhor forma de fazer a transição entre as equipes de governo. Isso garante que ao assumirmos a Prefeitura, a mudança de gestão não provoque a interrupção dos serviços, garantindo tranquilidade para servidores e a população em geral”, explica Miguel.

Facape: Chapa de Oposição pede anulação de edital das eleições na justiça

CELSO-FRANCANa manhã desta quarta-feira (05), o candidato de oposição à presidência da Autarquia Educacional do Vale do São Francisco – AEVSF- FACAPE, professor Celso Franca, ingressou através do núcleo jurídico da Chapa 2, composto pelos professores e advogados Luís Eduardo, Edmilson Mello e Pedro Henrique, na justiça com um Mandado de Segurança contra ato do senhor Rinaldo Remigio que nomeou o professor Pedro Noberto para presidir a Comissão Eleitoral.

Na ação judicial, a chapa opositora pede a dissolução da Comissão e a anulação do Edital das eleições marcada para 04 de novembro, sob alegação de existência de várias irregularidades no processo eleitoral como a nomeação irregular dos membros da Comissão Eleitoral pelo atual presidente da autarquia, usurpando função do Conselho Deliberativo Autárquico-CDA, instância máxima da instituição; tempo escasso de campanha; restrição ilegal dos locais de campanha; proibição de campanha nos pontos externos de concentração de alunos; permissão dada ao presidente da Comissão Eleitoral para alterar o regulamento eleitoral quando achar conveniente durante o processo eleitoral; acumulação indevida de cargos por membros da Comissão Eleitoral; irregularidades dos suplentes da Comissão Eleitoral; uso da máquina institucional pela chapa da direção e o favorecimento à chapa montada e apoiada pela atual diretoria da Facape.

‘Vomitei ao sentir cheiro de pobre’, diz candidato de Curitiba

CuritibaO candidato à prefeitura de Curitiba, Rafael Greca (PMN), disparou uma frase, no mínimo, polêmica, para não dizer preconceitusosa, nesta sexta-feira (23). Perguntado sobre o que fará, caso eleito, em relação ao crescimento do número de moradores de rua na cidade, durante sabatina na PUC Paraná, Greca relembrou um fato ocorrido com ele.

“Eu nunca cuidei dos pobres, eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que tentei carregar um pobre e pôr dentro do meu carro eu vomitei por causa do cheiro”, declarou Greca durante o evento, promovido pelo curso de Jornalismo da Escola de Comunicação e Artes (ECA), em parceria com a Escola de Educação e Humanidades (EEH) e a Escola de Direito (ED).

De acordo com os últimos números do Ibope, Greca estaria com 45% das intenções de voto, bem à frente do atual prefeito Gustavo Fruet (PDT), que aparece com 19%.

Aliança entre Miguel e Guilherme Coelho é formalizada

Miguel e GuilhermeDepois de 30 anos caminhando em lados diferentes, os grupos liderados pelo senador Fernando Bezerra (PSB) e pelo deputado federal Guilherme Coelho (PSDB) celebraram uma reconciliação histórica em prol de um novo projeto político para a capital do São Francisco. O parlamentar tucano anunciou que apoiará a pré-candidatura de Miguel Coelho (PSB) à Prefeitura de Petrolina. O apoio foi oficializado, na manhã de hoje.

Sensibilizado não apenas pela histórica aliança política, mas também pela união da família, Miguel agradeceu o gesto do deputado Guilherme e salientou que aumenta sua responsabilidade na condução de um novo projeto para Petrolina. “É impossível não se emocionar por conta dessa história de luta e amor por Petrolina. Serei eternamente grato pelo gesto de Guilherme. Estamos construindo uma ponte que vai gerar grandes frutos para Petrolina como deu no passado. Este não é o projeto de Miguel, Guilherme, Fernando, e sim de uma Petrolina de todos nós”, afirmou o pré-candidato a prefeito.

Acompanhado por vários familiares, amigos e lideranças políticas da capital do São Francisco, Guilherme destacou a importância de olhar para frente e definir um projeto de retomada do desenvolvimento de Petrolina. “Refleti muito para tomar essa decisão e nós todos temos um compromisso muito grande com esta cidade. Estou indo para o melhor para Petrolina. Vamos olhar para frente, levar a nossa mensagem e compromisso”, defendeu o deputado federal.

Participante decisivo de todo o processo de reaproximação dos dois núcleos políticos, o senador Fernando Bezerra também demonstrou emoção no encontro. O socialista lembrou lideranças que ajudaram a construir Petrolina e pediu para o grupo trabalhar unido e focado num novo projeto para a cidade. “Esse encontro não é apenas para reverenciar o passado. Nós temos muito orgulho do passado, pois se Petrolina deixou de ser passagem para ser o que é, foi pela luta dos que nos precederam. Essa decisão repercutirá no futuro de Petrolina e gera compromissos. Estamos celebrando um compromisso com a nova Petrolina que vamos construir juntos”.

Com a aliança, a pré-candidatura a prefeito Miguel Coelho conta com o apoio de mais duas legendas, o PSDB e o DEM. No total, o grupo une agora 14 partidos na construção da chapa que será anunciada no dia 29 de julho, em Petrolina.

Isaac bate o martelo e escolhe Paulo Bonfim como pré-candidato do PCdoB em Juazeiro

paulo-bonfimO prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho e a coordenação política do diretório municipal do PCdoB, acompanhados por representantes de partidos da base aliada, anunciaram na tarde desta segunda-feira (27) o nome do pré-candidato  a prefeito nas eleições municipais deste ano.

O escolhido foi um dos principais nomes da gestão, o ex-secretário de Governo Paulo Bonfim – que também teve destacada atuação na pasta de Serviços Públicos – é formado em Gestão Pública pela Faculdade Anhanguera.

O Movimento Juazeiro no Rumo Certo informa que o evento oficial de lançamento da pré-candidatura de Paulo Bonfim acontecerá no próximo dia 7 de julho, a partir das 18h, no Espaço Via Show.

Lóssio afirma ter seis nomes como pré-candidatos

LóssioO prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), afirmou que pode escolher entre seis nomes o seu candidato à Prefeitura no pleito deste ano.

Sem citar os nomes, Lóssio fez questão ressaltar as características dos seus pré-candidatos. “Um tem o melhor IDEB do estado, melhor que 20 capitais. O segundo tem o melhor programa de saúde, a segunda maior cobertura de PSF e redução da mortalidade infantil. O terceiro tem uma atuação espetacular na educação e agora na ação social. O quarto é um grande articulador na secretaria de governo e equilibrou as finanças da Prefeitura. O quinto articula-se bem politicamente, é um case de sucesso na área irrigada, prefeito da cidade duas vezes e assume agora pela federal. O sexto iniciou como gerente, virou diretor, depois superintendente, e como secretário fez o maior programa habitacional da história de Petrolina”, pontuou Lóssio.

Segundo o prefeito, tudo na vida tem que ter um pouco de vocação. “Eu estou querendo saber dos novos pré-candidatos quem é mais vocacionado para o momento, porque todos foram bons secretários”, declarou. Ele ainda fez questão de mencionar a importância de ouvir a população. “Eu podia ter 90% de avaliação positiva, se eu escolher um candidato que não esteja antenado com os anseios das pessoas a gente perde a eleição”, concluiu.

Fonte: Blog do Edenevaldo Alves

Dr. Pérsio: “Não darei cheque em branco ao prefeito”

dr-pérsioPETROLINA – O vereador Dr. Pérsio Antunes (PMDB) disse sobre o projeto de Lossio propondo a venda do Estádio Paulo de Souza Coelho que “O prefeito quer vender mais, e nem sei qual é o objetivo. Se fosse para construir uma arena, e se concluísse a arena para só então vender o estádio, tudo bem”, afirmou.

Segundo o oposicionista, a proposta do gestor sobre o estádio é igual ao projeto do Centro Administrativo. “Mandaram um projeto para cá, para retirar os permissionários do Ceape, onde seria construído o Centro Administrativo, mas hoje já estão dizendo que não sabem se vão construir. Mandaram outro projeto, de R$ 20 milhões, para o Centro Administrativo. Esse dinheiro vai pra onde, agora, se não vão mais construir? ”, criticou.

Dr. Pérsio revelou ainda que a Casa chegou a autorizar o empréstimo bancário dos R$ 20 milhões, por 20 anos, para a prefeitura implantar o Centro Administrativo. “Já estão até dizendo que tem empresa interessada em comprar a área do Ceape. Portanto, não vou mais dar cheque em branco (ao Executivo)”, declarou o vereador, reforçando, “por essas e outras”, o motivo de ter proposto a audiência pública sobre a questão fundiária na cidade.

Fonte: blog do Carlos Britto.