SINDSEMP faz mobilização pela Greve Nacional da Educação.

Sindsemp-petrolina

PETROLINA – O SINDSEMP afirma que o cenário é ainda mais grave em Petrolina, pois o Governo Municipal tem se mostrado intransigente com a pauta dos profissionais da educação. Segundo o sindicato, a proposta de aumento do atual gestor é de apenas 3% para a categoria, ocasionando uma repercussão de míseros quarenta reais em seus salários, ignorando o índice reclamado pela CNTE.

Na abertura do movimento a presidente do SINDSEMP pediu adesão de todos os professores, inclusive, dos contratados, cuja Secretaria de Educação, por meio de artifícios pouco recomendáveis, tenta desestimular a participação. Ressaltando a honra e as dificuldades da luta, e disse aos que se deixaram intimidar que não temessem repor as aulas, pois, apesar de não ser fácil, era sacrifício menor se comparado ao de nossos antecessores que pagaram com vida, tortura e prisões para que tivéssemos direitos trabalhistas: “Cumpriremos as nossas obrigações porque reconhecemos que nenhuma conquista ocorre de forma espontânea, e sim pela coragem de lutar.”

Agenda

Terça-feira 18/03 reunião com representante da CNTE na sede do SINDSEMP a partir das 9h;

Quarta-feira 19/03 atividade mobilizadora e de rua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *